O machado ao pé da árvore

O martírio de João Batista por Caravaggio
Ouvir dos evangelistas que João anunciava a vinda de um messias, e que este se configurou em essência no Filho de Deus é uma leitura às avessas. Uma vez que eles já conheciam o desfecho dos acontecimentos, dizer que João anunciava Jesus como Messias é uma conclusão simplista. Mas não era esse o ministério de João. Ele veio para anunciar a vinda do próprio Deus. Voz do que clama no deserto; Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Pelo simples fato de João anunciar para breve a vinda de Deus ao mundo, muitos de seus adeptos pensaram ser ele o Messias.
Jesus foi o primeiro a entender realmente quem era João, e assim reconhecê-lo como o maior profeta da história. Tanto que colocou a si mesmo sob o seu controle. Mas João não tinha muito claro quais eram os objetivos de Jesus. A mensagem de Jesus soou de forma estranha diante da expectativa que João, seus discípulos e para tudo que o povo almejava com a vinda do Messias. O Messias viria restaurar o trono de Davi e com ele a prosperidade de Israel nos moldes antigos, mas Jesus falava de amar os inimigos e de orar por aqueles que os perseguiam. 
João era uma figura popular e reverenciada, então, estivesse ou não condenando a soberania de Roma, pagaria o preço por isso. Após sua morte, muitos de seus discípulos tornaram-se discípulos de Jesus, mas isso não significou que sua mensagem tenha desaparecido. Livro de Atos conta que Paulo encontrou um grupo de seguidores de João na Ásia Menor vinte e cinco anos após a sua morte. Uma seita que nunca ouvira falar de Jesus. Ainda assim a pregação de São Paulo não conseguiu converter todos os discípulos de João em discípulos de Jesus. Ainda hoje os mandeios, que datam a sua origem anterior a Jesus, praticam cerimônias de banhos de purificação no Iraque e Irã. Também são encontradas na Austrália e América do Norte. Não sendo muçulmanos ou cristãos, os mandeios veneram um profeta acima de todos os outros: João Batista.

Leitura: Atos dos Apóstolos 19

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates