Depois de mim virá quem de mim bom fará

Sem legenda e sem vergonha
Assim diz o Senhor: maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do Senhor!  Jeremias 17.5

Pelo que tudo indica o dia de hoje deve encerrar um capítulo dos mais obscuros de nossa história. O Senado Federal votará por um não a um governo corrupto e por um sim vai legitimar um sucessor que se mostra em absolutamente nada ser menos corrupto. Todo esse cenário rendeu nas redes sociais, nas conversas de bar e no cotidiano dissecções, ofensas, contendas e inimizades entre pessoas que sequer estão envolvidas direta ou indiretamente no cerne da questão em si, mas que querem fazer prevalecer a sua opinião sobre as demais.
Sinto-me bem à vontade para escrever sobre isso, porque durante todo o desenrolar não manifestei simpatia por qualquer dos lados. Pelo contrário. Mantive-me fiel à exortação intransigentemente bíblica do profeta, com a qual abri esta meditação. E este é o alerta que quero fazer nesta hora. De forma alguma e nem por algum aspecto daquele congresso nós, o povo, sairemos vencedores nem como pessoas, nem como nação, por maior que fosse o empenho de muitos em mostrar os absurdos que cometeram e cometem ambas as facções.
Queria enfatizar, se ainda é possível, as palavras do profeta Jeremias para lembrar que naquele cenário não existem heróis. Não há uma figura pública sequer que não tenha colocado os seus interesses imediatos acima das necessidades reais do Brasil. Se o juiz mandou A ou B para a cadeia, angariou os méritos da sua iniciativa. Se o/a advogado/a defendeu ou denunciou, o fez primeiramente para alavancar a sua carreira. Se o político exacerbou-se em apresentar prós e contra, não for por outra razão que na a sua reeleição no próximo escrutínio. Que tua mão esquerda não saiba o que a direita faz, é o que ensina a Bíblia.
Não há santos. Todos pecaram e assim estão afastados da presença gloriosa de Deus, já dizia o apóstolo Paulo.
Que este dia fique gravado na nossa mente definitivamente, para que venhamos num futuro breve ter que lamentar as nossas escolhas.
Termino com uma assombrosa inspiração na Bíblia, ainda que desconhecesse esse fato, Millor Fernandes declarou: Desconfio de todo idealista que lucra com seu ideal. Aprendemos com o evangelho que é preciso perder para ganhar, pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa terá a vida verdadeira, disse Jesus.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates