O Pai Nosso - Pai

Jesus recebe as criancinhas por Lucas Cranach
O conhecidíssima oração do Pai Nosso se fundamente sobre três pilares, que coincidentemente começam com a letra “P”. São eles Pai, pão e perdão. No judaísmo tardio já se tinha ideia de que Deus era Pai do seu povo nos mesmos moldes da oração de Jesus: Ele me disse: Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei. Sl 2.7. O que Jesus faz é evidenciar o que se tinha de melhor na concepção da paternidade de Deus. Jesus pensa comunitariamente, e nos manda dizer Pai Nosso, em vez de meu Pai. É a oração da comunidade constituída de pequeninos, aos quais Deus revela seu segredos na medida da necessidade de cada um, e na qual cada um é pessoalmente filho de Deus: e teu Pai, que vê em secreto, em secreto te recompensará. Mt 6.6). Um pai que exige exclusividade: A ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque só um é vosso Pai, aquele que está nos céus. Mt 23.7) e confiança plena: não vos preocupeis com o amanhã, pois o amanhã se ocupará consigo mesmo. A cada dia basta o seu mal. Mt 6.34. A ele nos submetemos imitando o seu amor universal, sua inclinação para perdoar, sua misericórdia e sua perfeição: sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste. Mt 5.48. Deus nunca é tanto nosso Pai como quando nos ama e nos perdoa. Nós jamais somos tanto seus filhos quando agimos da mesma forma com nossos irmãos.

Leitura: Mateus 6.9-13

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates