Deus estava em Cristo

Jesus no Getsêmani por Peter James
João 3.16 é de longe o versículo bíblico mais conhecido e tem sido chamado de O Evangelho Dentro do Evangelho. Porém, com toda certeza, ele não é suficientemente apreciado pelos cristãos. Nós ainda estamos sob a influência da questão crucial com a qual os não crentes sempre nos desafiaram: Porque Deus amaria mais a nós, filhos egoístas e insensíveis, fazendo com que o seu Filho bom e fiel fosse castigado em nosso lugar? Será que podemos lidar com esta instigante questão sem apelarmos para argumentos fundamentalistas de que Deus sabe tudo e pode tudo? Saindo pela tangente poderíamos pensar: Seria possível que imbuído deste sentimento de cumplicidade, ao confrontar o amor de Deus com a maldade humana Jesus se dispusesse fazer este sacrifício pelos pecados do mundo? Esta é uma boa resposta, mas não convence plenamente.Os teólogos mais consistentes já elucidaram boa parte dessa questão. Em seu livro o Deus Crucificado Moltamann afirma: Deus morreu na cruz, contrariando as doutrinas dos que pregam a passividade de Deus no Calvário. Paulo concorda integralmente quando afirma: Deus estava em Cristo, reconciliando consigo o mundo (II Co 5,19). Na teologia de Paulo, foi no momento da dor que Deus se aproximou mais de Jesus, quando esteve mais próximo que antes em qualquer situação. Ambos nos apresentam um Deus que é capaz de sofrer com o homem, pelo o homem e no lugar do homem. Um Deus que aceita abrir mão de sua divindade, ser contado como um de nós, ser humilhado como o mais humilde de nós. Tudo isso para pôr-se junto, ao lado da criatura a quem mais atributos concedeu.

Leitura: João 3.1-16


0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates