Judas, a traição definitiva

O beijo de Judas de Giotto (1266-1337)
Durante o seu curtíssimo ministério Jesus selecionou doze homens que para o seguirem deixaram família, trabalho e bens. Neste período, compartilharam de uma vida comunitária, cujo sucesso dependia da confiança que cada um depositava no outro. Nos Evangelhos de Marcos 3.16-19 e Mateus 10.2-4 temos os primeiros registros dos nomes daqueles que deram início a arrancada para a implantação do Reino de Deus na Terra. "Designou, pois, os doze, a saber: Simão, a quem pôs o nome de Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: filhos do trovão; André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o cananeu, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu.
Dentre os doze aparece um cujo nome se transformou no símbolo máximo da traição, Judas Iscariotes.

Quem foi este tal de Judas?
Onde nasceu?
Quais eram suas convicções políticas?
Por que traiu seu adorado mestre?

Dentre este universo de questões levantadas nestes quase dois mil anos, apenas uma pode ser respondida com certeza. Judas era um judeu do primeiro século e discípulo de Jesus. As demais tentativas de respostas transitam no campo da especulação. Seu sobrenome, por exemplo, não tem paralelo na Bíblia e nunca se entendeu o que realmente significa Iscariotes – se é um nome de família, de um lugar, se é um apelido ou se descreve suas ações. Alguns dizem que Iscariotes vem de um ramo dos zelotes que significa SIC RIOS – assassino. A facção “xiita” dos zelotes. Teria sido ele um assassino que renunciou às armas para seguir Jesus?

Os estudiosos concordam que Judas, assim como Jesus, nasceu na Judéia. Poderiam ter sido parentes? Ou mesmo irmãos? Sabemos que Jesus teve um irmão chamado Judas (Mc 6.3). Nas listas de Mateus e Marcos há somente um Judas, o Iscariotes. Apenas nas listas posteriores é que apareceram dois discípulos com este mesmo nome, sendo que um deles é identificado como filho de Tiago (Lc 6.16). Assim sendo, o outro só poderia ser filho de José, o carpinteiro, irmão de Jesus. Porém, o que efetivamente aconteceu foi que, daí em diante, passamos a ter dois Judas: um bom – irmão de Jesus, e um mau – Iscariotes.




0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates