Profecia barata

A escolha de Barrabás, autor não identificado
Toda religião que não diz que Deus está oculto não é verdadeira. Blaise Pascal.

Alguém já tentou conceber como era árdua a vida de um profeta? As bases de toda mensagem profética eram sutis e propiciavam divergências de todas as ordens. Como denunciar a conduta idolátrica de um povo quando a idolatria se tornou um fato comum e corriqueiro? Relatado de forma mais compreensível nos Mandamentos, o reconhecimento da alteridade de Deus é um fundamento de fé imutável. Então, como é não ver a face de Deus e mesmo contra vontade abdicar de uma vida para anunciar a sua Palavra? Como é não ter respaldo algum para suas palavras, e ser intimado a dizê-las assim mesmo, contrariando expectativas, poderes constituídos e a própria realidade que se mostrava divergente?
Eu sei que é bem difícil atentar para as vozes contraditórias daqueles que por se oporem ao status quo  estão sendo amordaçados e tendo seus discursos censurados. O problema do meio ambiente é um caso clássico. Aqueles que negam e mostram um outro quadro nunca são convidados para as mesas de debate sobre o clima e o futuro do planeta? Quem sabe dar uma oportunidade àqueles que não saíram na capa das revistas e jamais foi manchete de jornal?
Considerando-se que o segmento que aterroriza o mundo com o holocausto do aquecimento global, produz lucros vultosos para si e para os países desenvolvidos; considerando-se que a emergente competitividade de países subdesenvolvidos está abalando seriamente a economia do velho continente; considerando-se que há menos de trinta anos, os mesmos que arautos do aquecimento previam que a crise mundial seria causada por um resfriamento global; considerando-se que o Brasil é o único dos países emergentes a entrar de cabeça neste movimento, é bom que a igreja se lembre da sua permissividade para com o nazifacismo, foi o seu último erro de consequências mundiais. Tivemos setenta anos, curiosamente o mesmo tempo que levou o exílio babilônico, para refletirmos sobre onde devemos ou não colocar o nosso aval. Vamos continuar escolhendo Barrabás em vez de Jesus?

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates