Respostas e estímulos II

A face do mundo, CroppedImage
Como dizem as Escrituras Sagradas: “Quem pode conhecer a mente do Senhor? Quem é capaz de lhe dar conselhos?” Mas nós pensamos como Cristo pensa. I Coríntios 2.16

 Saber como Jesus pensa e conhecer a mente de Cristo é a mesma coisa. Muito embora eu não seja admirador do famoso livro de Charles Sheldon Em seus passos o que faria Jesus, por princípio básico: eu não sou Jesus, e por isso acho mais urgente e importante conhecer a sua mente para, de posse desse conhecimento, pautar minhas atitudes.

O que há de marcante no filme e quase inaceitável pela grande maioria da opinião pública era justamente a tendência das pessoas estarem mais propensas a obedecerem lideranças malévolas e não dar ouvidos às que as induzem a fazer o bem.

Mas ter a mente de Cristo é muito mais do que decidir entre o bem e o mal. Esta é uma questão tão incomensurável que atravessou os Testamentos da Bíblia. Isaías 40.13 já fazia esta pergunta quase setecentos anos antes de Paulo: Quem pode conhecer a mente do Senhor? Tendo em vista um evangelho que hoje prega a satisfação das necessidades pessoais, onde a maioria procura a igreja movidos pelas promessas de cura, restauração da família ou financeira, como anunciar a necessidade de conhecermos a vontade de Deus não somente para nós, mas principalmente para o mundo?

Isso tem que significar uma cumplicidade total com o projeto de Jesus: Lc 10.10 – Porque eu vim buscar o perdido. Significa também encarnarmos a sua bondade e obediência: Fp 2.5-8. Por isso alguns versos precisam ser levados em conta:

I Co 2.5-6 – A mente de Cristo conflita diretamente com a sabedoria do mundo, começando pelo simples fato de que tudo o que o mundo preza está fundamentada no poder. A maneira de Deus agir nesse mundo nega qualquer forma de poder para privilegiar o amor.

I Co 2.7 – O conhecimento da mente de Cristo vai nos revelar é a sabedoria que está escondida do mundo desde a fundação dos séculos.

I Co 2.9 – O que a mente de Cristo vai nos revelar não cabe na compreensão humana, não está na esfera daquilo que o homem pode ouvir, ver, crer e entender.

I Co 2.12 – A mente de Cristo não nos é revelada por qualquer outro espírito senão por meio do Espírito Santo de Deus.

I Co 2.14 – A mente de Cristo é loucura para os que não são guiados pelo Espírito. Em seu estado natural o homem não tem a capacidade de receber e apreender tamanho ensino.

I Co 2.15 – A mente de Cristo nos dá conhecimento para julgar todas as coisas, tanto as terrena quanto as celestiais. Tal conhecimento é sobremodo elevado. Aquele que o possui, por outro lado, não pode ser julgado por quem quer que seja.

Ter a mente de Cristo é enxergar como um justo em potencial o pecador que está por trás do pecado. É perdoar aquilo que já foi sumariamente condenado. Exaltar aquele que é por todos humilhado. É poder reconhecer naquele que se aproxima quando ele é guiado pelo Espírito de Deus ou quando é a voz de Satanás. É fazer duas míseras moedinhas valer mais do que grandes somas. É derramar sem medida o seu perfume, quando apenas duas gotas bastavam.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates