O que são o bem e o mal?

Serpentes e pombas, Peter Kreeft
Sejam espertos como as cobras, e sem maldade como as pombas. Jesus Cristo (Mateus 10.16)

 Texto do rev. Jonas Rezende.

Muitos anos atrás, na antiga revista O Cruzeiro, Millôr Fernandes contou a engraçada historinha do escoteiro que estava aflito porque não praticara ainda a boa ação do dia. É quando vê um velho que não consegue alcançar o bonde que partia. O escoteiro pensa um pouco e resolve: atiça o cachorro contra o velho que, assustado, corre e consegue tomar o bonde. E o menino volta para casa contente, certo de que praticara a boa ação.

O humor inteligente de Millôr nos mostra, como você percebe, a dificuldade para saber o que é o bem e o mal. Muitas vezes pode ser uma questão de perspectiva.

John Sanford, pastor e analista junguiano, tem um livro sobre este assunto que, agora, lhe recomendo. O título do livro é Mal — o Lado Sombrio da Realidade, e sua leitura nos mostra diferentes aspectos desse difícil problema.

Para nossa breve reflexão, basta ressaltar que todos nós temos um lado sombrio ligado ao inconsciente. Chamá-lo de mal não significa que seus aspectos, por vezes, não tenham uma utilização conveniente. Até porque querer simplesmente negar este lado de sombra não implica a sua anulação.

A astúcia, a fantasia, o humor — e tantas outras coisas que se ligam ao nosso lado sombrio — podem ser oportunamente utilizados no exercício de nossa vida. Não se trata de cair na delinquência, mas de administrar corretamente nossa sombra, sem o sentimento de culpa que apenas nos destrói.

Jesus Cristo, no texto acima, legitima o uso deste nosso lado quando exorta: “Sejam espertos como as cobras.” Mas o Mestre equilibra: “E sem maldade como as pombas.”

Por que não orar a Deus?
Aceita-me como estou, aceita-me como sou.

O Deus de Jesus Cristo certamente nos aceita.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates