O Reino, primeiro

Ninguém que, tendo posto a mão no arado,
olha para trás, é apto para o reino de Deus.

- Lucas 9.62 -
Aração na primevera, Johannessen
Na sua versão da parábola da grande ceia, Lucas dá alguns exemplos do que os homens costumam preferir no lugar do Reino. Um disse: comprei um campo e preciso ir vê-lo. Outro: comprei cinco juntas de boi e vou experimentá-las; um terceiro: casei-me e, por isso, não posso ir. Com estes, o anfitrião nem perdeu tempo, e ordenou a seu servo: Sai depressa para as ruas e becos da cidade e traze para aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos. Entre estes, não haveria certamente quem dispusesse de recursos suficientes para comprar um campo, juntas de boi ou para sustentar uma esposa, e muito bem lhes faria o reino dos céus e a sua justiça.

Outros até se dispuseram a buscá-lo, mas tinham sempre uma providência mais urgente a tomar, e a decisão foi ficando para depois. Um respondeu: permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Este recebeu atenção especial do mestre, pois, afinal, seu compromisso tinha a ver com uma prescrição da lei, embora entendida de modo equivocado, uma vez que quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim, não é digno de mim. O verdadeiro amor ao pai e à mãe, ao próximo em geral, deve ser uma decorrência do amor a Deus, e jamais poderá tomar o seu lugar.

O mesmo tratamento recebeu o outro, que respondeu: Seguir-te-ei, Senhor; mas deixa-me primeiro despedir-me dos de casa. A este o mestre esclareceu: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás, é apto para o reino de Deus.

Estes dois últimos exemplos deixam claro que não há lugar no reino para mortes, sepultamentos e nenhuma espécie de despedida, pois são preocupações próprias da carne, que devem ficar para trás. Assim, pode-se estender o que foi dito a respeito da ansiedade quanto ao que haveis de comer ou beber e ao que haveis de vestir também à ansiedade quanto ao salutar convívio com os de casa: buscai em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Afinal, como diria o apóstolo: o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

Referências bíblicas:
Mateus 6.24-34; 10.37; Lucas 9.57-62; 14.15-24, 26; Romanos 14.17.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates