Zombaram de Jesus

Um escravo não pode servir a dois donos ao mesmo tempo, pois vai rejeitar um e preferir o outro; ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e também servir ao dinheiro. Os fariseus ouviram isso e zombaram de Jesus porque amavam o dinheiro. Lucas 16.13-14
Zombaram de Jesus, Mathias Storm
Meditação baseada em sermão do rev. Garrison.

Os fariseus ouviram isso e zombaram de Jesus porque amavam o dinheiro. Lucas pela primeira vez descreve com essas palavras como os inimigos de Jesus o tratavam. Ele ainda as usaria para descrever a mesma atitude da parte dos soldados romanos e dos líderes dos judeus. Há um ditado que diz que a pessoa é conhecia pelos inimigos que fez. Se formos aplicá-lo a Jesus, veremos que os insultos dos seus inimigos se transformaram em discernimento e conhecimento para os seus amigos.

Um conforto singular e uma convicção valiosa vieram a nós, justamente dessas calúnias que vêm da boca dos seus inimigos. Através delas, Jesus se torna ainda mais precioso para nós. Sua vida foi tão perfeita que deveria ter calado a todos que fizessem críticas. Mas não calou, porque nesse mundo há tanta gente que é moral e espiritualmente cega, que se confunde até mesmo com a verdade. Por isso vamos analisar as acusações que os inimigos levantaram contra Jesus Cristo.

Primeiramente eram acusações de intemperança. Lucas 7.34: O Filho do Homem come e bebe, e vocês dizem: “Vejam! Esse homem é comilão e beberrão; é amigo dos cobradores de impostos e de outras pessoas de má fama". Nota-se a deturpação da maneira de Jesus lidar com as pessoas pelo final do versículo: é amigo dos cobradores de impostos e de outras pessoas de má fama. Cada um de nós tem que resolver esse problema em sua vida, porque Jesus não é nada parecido como a expectativa que temos dele. Celso, que foi um escritor romano do I século, descreveu com pormenores as pessoas de má fama que andavam com Jesus: Jesus tinha entre os seus seguidores pessoas desprezadas pela sociedade. Celso sem saber estava dizendo toda verdade, e como é bom ler isso. Pois foi Jesus Cristo quem tocou e transformou a alma amarga e ambiciosa de Simão Pedro, a vida depravada de uma adúltera, um covarde corrupto, como Zaqueu, quem tocou e transformou um carioca egoísta e desorientado, eu mesmo. Ele se mostrou o grande amigo dos pecadores, e isso mudou radicalmente a imagem que tínhamos de Deus. Deus não é mais um adversário pronto para nos condenar, mas é aquele que nos ama, que nos perdoa e que nos quer de volta. Deus é seu amigo e não seu inimigo. Celso acertou em cheio.




0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates