Não consigo

Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, 
pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto.
-
Romanos 7.15 -

Miserável homem que sou, Clipart Collection

Texto do rev. Paulo Schütz.

Na postagem Alegrai-vos, refletimos sobre a importância de se alegrar com os que se alegram e chorar com os que choram, e cogitamos de que possa não ser tão fácil quanto parece, aliás, como muitos outros bons procedimentos.

Já imaginou como seria o mundo se todos consumissem bebida alcoólica sempre com moderação, seja lá o que isso signifique, não dirigissem depois de fazê-lo, só ingerissem gordura, sal e açúcares nas quantidades que pudessem ser processadas pelo organismo, não fumassem e banissem definitivamente os refrigerantes?

Todo mundo sabe que, se isso acontecesse, a qualidade de vida dos que habitam este planeta daria um salto gigantesco. Note-se que as poucas pessoas que se propõem a proceder dessa maneira o fazem com relativa facilidade, à exceção de certos casos patológicos. Mas o impressionante é que a grande maioria se nega a pelo menos tentar. O caso dos refrigerantes é exemplar, os médicos e nutricionistas estão sempre repetindo que eles provocam muitos prejuízos à saúde e não aportam nenhum benefício. Mesmo assim, a quase totalidade da população, inclusive os tais médicos e nutricionistas, os consomem sem nenhum controle e chegam ao cúmulo de estimularem até suas crianças a fazê-lo.

Se esta fosse uma desesperada campanha de saúde pública, ainda teria muitos exemplos semelhantes a apresentar. Mas o objetivo aqui é demonstrar como é difícil para nós humanos procedermos bem até com relação a esse corpo físico, mesmo sabendo que esse descaso resultará inevitavelmente em sérios problemas tanto para nós mesmos quanto para queridos.

No caso das crianças, observe-se ainda que, apesar dos numerosos casos conhecidos de problemas na fala, respiratórios e deformação da arcada dentária pelo uso da chupeta, mães e avós tidas como bem informadas ainda insistem em enfiar esse estranho objeto nas pobres boquinhas em formação. Muitas costumam também incentivá-las a se colocarem em pé e caminharem antes mesmo que seus corpinhos estejam suficientemente preparados para executar essa façanha, contribuindo para futuros problemas de postura e de coluna.

Com respeito aos alimentos, médicos e nutricionistas falam em mudança de hábitos, em reeducação alimentar, para chegarmos a proceder bem com relação a nossa saúde física. Os problemas corporais podem até serem minimizados com terapia, próteses, alguns requerem cirurgia, mas muitos são irreversíveis.

Já o mau procedimento espiritual causa danos muito mais sérios que estes e também não há como remediá-los, seria como colocar remendo de pano novo em roupa velha, ou por vinho novo em odres velhos; o remendo rasgará a roupa e o rombo ficará ainda maior, o vinho romperá os odres, perdendo-se o vinho e os odres. Nossas igrejas estão repletas de espécimes desses remendos atabalhoados.

A única solução é retomar tudo a partir de zero. Então, neste caso, Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo. Aí, Sim, você consegue, a seguir.


Referências bíblicas:
Marcos 2.21-22; João 3.7; Romanos 7.15.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates