Mudanças na regra do jogo

Publicanos e fariseus, iluminura oriental
Se expulsares de tua casa toda a opressão, os gestos malévolos e as más conversações; se deres do teu pão ao faminto, se alimentares os pobres, tua luz levantar-se-á na escuridão, e tua noite resplandecerá como o dia pleno. Is 58.9

Ontem mais uma vez tive a oportunidade participar de uma classe de Escola Dominical, que muitos ainda teimosamente chamam de Escola Bíblica Dominical, como se a Bíblia, e não o Dominus, que significa Senhor, e esse sim, o Senhor de tudo, inclusive da Bíblia, fosse o centro das atenções da referida escola.

Uma oportunidade que se perdeu na constatação da mesmice que esta escola, que já foi a maior agência de evangelização da igreja, vem se arrastando há algum tempo. Notei também que o tema foi tratado com superficialidade em um ambiente que, segundo me pareceu, era formado por pessoas que deveriam ter tempo de igreja suficiente para discutir assuntos de maior profundidade da fé. E agora que estamos prestes a postar a nossa milésima meditação, eu me pergunto: será que ao longo destes dois anos e dez meses de existência, não estamos também batendo na tecla da tradicional mesmice?

Não posso incluir nesta crítica os dois outros administradores do blog, os revs. Jonas Rezende e Paulo Schütz, pois eles têm nos agraciado com textos fantásticos e de rara inspiração. Faço uma menção especial ao texto do rev. Schütz de ontem, que é uma pérola rara da teologia contemporânea. Quem não o leu está sua série de meditações baseadas no Salmo 8, e que começou em 30 de outubro, não faz ideia do que está perdendo. O texto está tão bom que resolvemos usá-lo como a meditação dos três últimos domingos.

Voltando agora à realidade do cotidiano do blog, deveríamos pensar nos cinco pontos que fazem realmente diferença na vida de um servo de Deus, ou de um instrumento que pretende servir ao seu Reino. Estes cinco pontos foram levantados por Isaías bem antes do ministério do Espírito Santo através da igreja, e antes ainda da plenitude dos tempos, que é como Paulo chama o tempo do ministério terreno de Jesus.

Assim como na classe de Escola Dominical de ontem, não tem esse blog se preocupado apenas em aumentar a quantidade de acessos e com as coisas que dizem respeito à sua linha teológica, sem se preocupar com o essencial apontado por Isaías?

Expulsar da casa a opressão, gestos malévolos e más conversações; dar pão ao faminto; alimentar os pobres. Começando pelo último item. No que este blog poderia fazer diferença?

Já há algum tempo tenho pensado em articular pelo blog uma campanha de doação dos medicamentos que sobram, principalmente comprimidos, nos tratamentos que realizamos. Na maioria das vezes somos obrigados a comprar mais quantidade do que a ministrada pelos médicos. O tratamento acaba e o medicamento fica guardado esperando o fim da sua validade para ser jogado fora. Não sei exatamente a legalidade deste sistema, mas gostaria de saber se alguém já o colocou em prática, e se mais alguém gostaria de pensar no assunto.

Espero que, Deus permitindo, nós possamos comemorar as duas mil meditações pensando, pelo menos, em dar o segundo passo na escalada proposta por Isaías. Mas até lá, vamos buscar alternativas para tornar esse primeiro passo viável. Gostaria de contar com ajuda de qualquer natureza, para que esse sonho acorde para uma realidade palpável.  

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates