Sem medo do terror noturno

Espanto noturno, Henry Fuseli em 1781
Deito-me e pego no sono; acordo, porque o SENHOR me sustenta. Não tenho medo de milhares do povo que tomam posição contra mim de todos os lados

Texto do Rev. Jonas Rezende

Gosto muito deste salmo atribuído a Davi, em momento muito delicado de sua existência: o rei estava fugindo do próprio filho que desejava roubar-lhe a vida e o trono. Uma lamentável tragédia que, como você sabe, se repete, de outras tantas maneiras, através dos tempos. Afinal, a maldade destila o seu fel também no seio de nossas famílias. É preciso então estar alerta, preparado, de sobreaviso. A Bíblia generaliza com todo o seu realismo cru: maldito é o homem que confia no homem. 
Mas vamos reconhecer honestamente que, por muito menos, ficamos insones, deprimidos e apelamos para os produtos da farmácia moderna quando carecemos de repouso e paz.
É claro que Davi sofre porque tantos o abandonam e aderem ao injusto levante. E, sobretudo, sofre porque seu próprio filho se torna um feroz inimigo.

Mas, veja só. Diante de muitos que não enxergavam saída para essa crise familiar, que envolvia a própria Nação, o rei Davi não entra em pânico ou desespero. Está humilhado, ofendido, mas não derrotado. A certeza de que Deus sempre o libertara de diferentes laços, ainda antes da sua vitória sobre o gigante Golias, faz com que o torturado pai caia exausto em seu leito improvisado de homem fugitivo e logo adormeça, para despertar quando surge um novo dia, com outras oportunidades e a mesma esperança. Muitas vezes me imagino na pele de Davi e concluo que lutar com um filho é pior do que enfrentar mil Golias.

Talvez você saiba o que significa terror noturno. Trata-se do pavor que aflige, em especial, pessoas muito enfermas, quando o sol se põe. Porque a noite sinaliza o término do dia. Lembra o fim. A morte. Muitos não querem dormir. Ou deixam uma luz acesa. Solicitam o calor da mão amiga, mas ainda assim perguntam pela hora a todo instante, ansiosos pelo sol que traz o novo dia.

Nada tenho, na verdade, contra um bom tranquilizante receitado pelo médico. É preferível dormir com remédios a não dormir de modo algum. Mas o tranquilizante não é o melhor que você pode fazer por você mesmo. Se está tenso e ansioso, leia este salmo e pense na vitória de Davi sobre o desespero e a insônia, que acentuam as aflições da vida. Depois, converse com Deus, através da oração espontânea.

Uma velha canção cristã nos embala como se fosse uma bonita cantiga de ninar, afinada pelo diapasão da fé, em momentos de angústia e aflição:
Finda-se este dia que meu pai me deu,
sombras vespertinas cobrem já o céu.
Ó, Jesus querido, se comigo estás,
eu não temo a noite;
vou dormir em paz.
Pelos pais e amigos,
pela santa lei,
pelo amor divino,
graças te darei.
Ó Jesus, atende
minha petição
e seguro durmo,
sem hesitação.

Se Davi pôde, por que não você também?


Leitura: Salmo 3

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates