Quem aponta ou o que aponta?

Estando Jesus a observar, viu os ricos lançarem suas ofertas no gazofilácio. Viu também certa viúva pobre lançar ali duas pequenas moedas; e disse: Verdadeiramente, vos digo que esta viúva pobre deu mais do que todos. Falavam alguns a respeito do templo, como estava ornado de belas pedras e de dádivas. Lucas 21.1-3 e 5.
Oferta da viúva pobre, jesusmafa
Basicamente as religiões mais seguidas no mundo de hoje têm como fundamento a valorização e a promoção humana acima de muitos outros aspectos que muitos julgam primordiais. Sem esse aspecto, poucas seriam as pessoas que se interessariam por ela. Porém, é bem sabido que este princípio básico tende arrefecer na razão direta da popularização desta religião e do seu tempo em vigência. Isso porque, assim como qualquer ser humano, seus fiéis vivenciam situações que os levam do sétimo céu ao quinto dos infernos periodicamente. Mas este, infelizmente, não é o único fator dessa mudança de comportamento.


Podemos dizer também que uma prática que se coloca distante do discurso é mais um desses fatores. Para usar uma linguagem mais apropriada ao mundo cristão, o indivíduo crê pela fé, mas age pela razão. A igreja de Jesus Cristo de hoje é um bom exemplo disso, pois acredita as sua iminente volta para muito breve, mas faz seus planejamentos para cinco, dez e às veze vinte anos. Qual seria o componente errado nessa atitude, a fé ou a razão? Eu não saberia responder levando em conta apenas os elementos apresentados. Por isso gostaria de voltar ao princípio básico da fé no que diz respeito à promoção e à valorização do ser humano.

Em primeiro lugar, podemos observar que, seja qual for a religião, aqueles que lhe são realmente fiéis não mudam facilmente de opinião, a não ser que sejam convenientemente doutrinados para fazê-lo. Não falo aqui dos oportunistas nem dos carreristas, porque estes têm conveniências e motivações próprias. Falo das pessoas que sincera e honestamente professam a sua fé em um ser ou em uma consciência que julgam ser mais elevados do que eles jamais se imaginaram. Podemos observar também que essas pessoas que tendem a substituir os objetivos primordiais da sua fé por outros, não o fazem necessariamente por serem mais simples e nem mais cômodos. Pelo contrário, via de regra, pois eles se apresentam ser bem mais complexos, exigindo deles uma desafiadora aventura por caminhos que extrapolam e até contradizem os princípios pelos quais a sua fé tem se pautado ao longo dos séculos.



0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates