Por que odiamos os governos?

A matança dos inocentes, Nicolas Poussin em 1629
Disse Jesus: Fiquem sabendo que os governos das nações as dominam e os grandes as tiranizam. Mas entre vocês não seja assim. Mateus 20.25

Nenhum dos governos instaurados na Terra é perfeito. Estão todos abarrotados de corrupção, descontrole, ineficiência e inconsistência, e a injustiça é unanimidade. No entanto, a maioria dos pastores prega que é dever de um bom cristão ser pacifico para tornar esse mundo um lugar melhor. Fazem-nos acreditar que, através do esforço e da boa vontade, o povo e seus governantes podem encontrar paz, prosperidade e felicidade para todos. Isso é a verdade? Os cristãos receberam de Deus um poder espiritual que pode influenciar os governos deste mundo a ponto de se tornarem melhor? Será que tudo o que Jesus está esperando de você é que mande um email ao deputado que você votou alertando-o sobre a situação caótica desse país?

A Bíblia nos ensina algo totalmente diferente. Ela nos diz que o povo não precisa de protetores e sim de quem os encha de orgulho, de quem represente os seus clamores e esperanças. Pelo menos dois presidentes nesses últimos trinta anos trocaram a imortalidade por coisa nenhuma. Dois deles tiveram quase que a totalidade do povo ao seu lado. Quem não se lembra dos fiscais do Sarney e do Plano Cruzado que iria por esse país no rumo? Isso foi trocado por apoio parlamentar dos safados. Quem não se lembra da atmosfera de esperança que viveu este país no início do governo Lula? Isso foi trocado por um copo de cachaça.

Na Bíblia lemos que o povo sabe dar valor a quem realmente tem e que a história é sempre soberana na sua justiça. Quando o carro do Senna parou na pista de Interlagos cercado por torcedores, todos temeram pela sua segurança. Senna abriu os braços para receber o abraço do seu povo, porque ali se sentiu mais seguro do que nunca. Ele estava entre os que o amavam e ai daquele que atentasse contra ele. Por que um simples piloto é o nosso maior orgulho e presidentes tão admirados e queridos se tornaram tão odiados e proscritos?

Depois de mim virá quem de mim bom fará, provérbio português sempre citado pelo meu amigo Jerônimo Caldas. Existe uma escalada invertida na qualidade dos governos desse país. Não são poucos os que tem saudade do governo Collor e ainda há aqueles que gostariam que o rigor da ditadura militar voltasse. Parece até que em algum lugar do passado já fomos felizes com os nossos governantes e que já dormimos pelo menos uma única noite embalados pela justiça, seguros pela paz e gozando de plena harmonia com nossos representantes. Mas infelizmente a realidade é outra. Aqui o que era péssimo tornou-se insuportável, e o que era incômodo, agora é inadmissível. O homem que matou o homem mau era mau também.

Fala-se em dar um basta, que o povo agora acordou e que deixamos de ser uma nação de inconsequentes torcedores de futebol. Mas ainda falta muito para que os nossos vândalos sejam chamados pela imprensa de manifestantes. Ainda estamos longe de sermos vindicantes legais, pois estamos ainda na informalidade daquilo que os telejornais chamam de baderna. Nós podemos muito bem fazer aglomerações nas portas de hospitais em busca de atendimento, às vezes somos até entrevistados pelas TVs. Mas jamais subiremos a rampa do planalto ou cercaremos o palácio do governo. Podemos fazer passeata para Jesus ou pelo Movimento Gay, mas não para termos um parlamento minimamente comprometido, já que não podemos dizer honesto.

Ninguém precisa lembrar que o cristão é aquele que antes de tudo segue a Jesus Cristo e acima de qualquer lei, obedece a lei de Deus. Então, se Jesus nos garantiu que o governo de Deus já está sendo estabelecido na terra, então como é que nós os cristãos vamos obedecer e nos submeter cega e integralmente a governos corruptos, ineficientes e injustos? Diante da pregação de Jesus, qual deve ser o nosso relacionamento com o governo desse país? Continuar a acreditar no poder da boa vontade ou ficar atentos ao tipo de governo que nos está sendo imposto?

Os governos dominam as nações, mas só são tiranizadas aquelas que de Jesus não aprenderam que o mundo não pode e não deve ser desse jeito.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates