Marta e Maria escolheram a melhor parte

Marta e Maria, Tintoretto (1518-1594)
Trecho do livro Mulher, grande é a tua fé escrito por João Wesley Dornellas em 2006.
Lázaro e suas irmãs Marta e Maria viviam em Betânia. Muitas vezes Jesus os visitou. Aquela família era muito amiga de Jesus. Vamos no ater, porque esse é o objetivo deste texto somente às duas mulheres. O primeiro texto, de Lucas 10, narra uma daquelas visitas de Jesus. Maria ficou sentada aos pés de Jesus, escutando-lhe com atenção. Marta, por sua vez, estava atarefada nas coisas da casa, como qualquer mulher ao receber hóspede tão importante. Marta queixa-se a Jesus de que sua irmã não a estava ajudando. Jesus a repreende dizendo: “Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. Entretanto, pouco é necessário, ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte e esta não lhe será tirada”.

A partir desse texto, criou-se um critério de valorizar Maria contra Marta. E poucos se lembram de que esse texto vem logo depois da parábola do bom samaritano, na qual as obras de benignidade são não apenas elogiadas, mas também recomendadas. O objetivo de Lucas não seria dizer que uma é melhor do que a outra mas, apenas, que uma é diferente da outra e cada uma delas tem o seu lugar de honra entre os discípulos de Jesus. Por isto, as mulheres desejam ser como Maria e não como Marta e isto talvez reflita, de algum modo, uma certa revolta contra os trabalhos caseiros, que afadigam, são mal reconhecidos e que têm ser repetidos a cada dia.

Até Santo Agostinho vai nesse tom de crítica a Marta, por não reconhecer a natureza de Jesus. Para ele, em seu sermão 104, “Marta é uma imagem da posse; Maria a da Esperança”. France Quéré, em “As mulheres do Evangelho”, diz que Marta, para espanto seu, vê a distância repentinamente estabelecida entre Maria, discípula, e ela, serva. Em João 11:2, é narrado que Maria, imã de Lázaro, havia ungido os pés de Jesus com perfume e os enxugou com os seus cabelos, o que dá, como disse Donald English, “um toque comovente à afeição de Jesus por todos daquela família”. Aquele capítulo, até o versículo 46, acaba redimindo Marta das acusações que se lhe faziam e mostra de maneira bem clara não só a sua grande fé, mas o conhecimento da Escritura e da missão de Jesus É o texto que se encontra em João que comprova isto. Na realidade, não se pode colocar uma irmã sobre a outra. “Marta mostra vontade e opinião. Maria mostra emoção”, nos diz Donald English. É como se João nos quisesse mostrar que, sozinhas, nenhuma das irmãs seria capaz da afirmação integral que Jesus esperava mas que, juntas, conseguiram.

A tentação de Maria em aproveitar o máximo possível da conversa com Jesus, como indicado no texto de Lucas, tem muito parentesco com a reação de João, Tiago e Pedro por ocasião da Transfiguração de Jesus. Eles já queriam arranjar tendas para Jesus, Moisés e Elias e aproveitar, com muita atenção, as conversas entre Jesus e eles. Isto era uma tentação porque a missão estava no vale, onde moravam as pessoas, que careciam do amor de Deus, e não naquele monte. No episódio da morte de Lázaro, Marta foi esperar por Jesus no caminho e Maria quedou-se em casa. Disse, pois Marta a Jesus, “Senhor, se estiveras aqui não teria morrido o meu irmão. Mas também sei que, mesmo agora, tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá”. Esta foi uma afirmação de fé, de muita fé. E provocou uma resposta de Jesus que é fundamental para o entendimento de quem ele era e de sua promessa de amor: “Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que morra, viverá”. Jesus lhe pergunta se ela cria nisso e sua resposta mostra sua fé: “Eu tenho crido que tu és o Cristo, o filho de Deus”.

De qualquer forma, sem que se discuta a superioridade de uma sobre a outra, porque todos temos diferentes dons, diferentes talentos, diferentes temperamentos e até diferentes personalidades, nós também somos chamados a ser amigos de Jesus. Elas são, cada uma à sua maneira, por terem sido sempre amigas de Jesus, um exemplo para nós.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates