O que é AMÉM?

Púlpito de uma igreja na Coreia
Amém, no hebraico ’ãmên, adotado sem mudança no grego e no latim significa “assim é ou assim seja” (Jr 11.5) ou “deveras, verdadeiramente” (Jr 28.6).
No Primeiro Testamento diz-se Amém para confirmação de um compromisso que se toma (I Rs 1.36; Jr 115) ou para a pessoa declarar que aceita maldição e castigo, caso não cumpra o compromisso (Nm 5.22; Dt 27.15-26; Ne 5.13); como fórmula de apoio a um desejo ou uma esperança (Tobias 9.12; Jr 28.6), colocada por isso, geralmente em forma dupla, no fim de uma doxologia ou oração (I Cr 16.36; no fim do primeiro e do quarto livro dos Salmos. Com esse sentido o amém é usado também frequentemente nas solenidades litúrgicas, nas sinagogas.
No Segundo Testamento, amém é uma aclamação durante a liturgia cristã (I Co 14.16) e até na liturgia celestial (Ap 5.14 e nos escritos de Qumran). Também as doxologias e orações cristãs costumam terminar com amém (Rm 1.25; 9,5; Rm 11.36; Rm 15.33; Rm 16.27; I Tm 1.17; Hb 13.21; I Pe 4.11; I Pe 5.11; Jd 1.25), não como confirmação da verdade, mas como uma súplica, para que as promessas divinas se cumpram. Um sentido muito particular, que não se encontra na literatura rabínica, tem o amém na boca de Jesus, que frequentemente introduz as suas sentenças com “amém” (em Jo com um duplo “amém”) significando que ele garante a verdade das suas palavras e as confirma com toda a sua autoridade (Mt 5.18-26; Mt 6.2-5 Mt 6.16; Mc 3.28; Mc 8.12, etc.). Daí que o próprio Jesus também é chamado “o Amém” (Ap 3.14; Is 65.16).

Fonte: Dicionário Enciclopédico da Bíblia - A Van Den Born - Vozes

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates