Abraão Deus e Sodoma

Abraão intercede pelas cidades da campina, autor não identificado
A questão da fé na Bíblia possui uma abordagem bastante ampla, porém, tem sempre o seu ponto de partida na fé de Abraão, o pai da nossa fé. Contudo, o que mais me impressiona nesse patriarca não foi tanto o fato de no meio de um povo que cultuava inúmeros deuses, ele se voltar para cultuar um deus único. Nem também por entender que o seu deus não lhe exigia a construção de templos, e mesmo que antes da Lei Mosaica não o incitasse representá-lo com efígies. Mas principalmente por ele entender que Deus é um deus moral e que se importa antes com o nosso relacionamento com o próximo do que propriamente com ele. Abraão entendeu ainda que não era preciso que este próximo fosse do seu povo ou mesmo que lhe fosse simpático o amigável. Sua ousada e insistente interpelação pelos habitantes de Sodoma e Gomorra, pessoas com quem não tinha sequer comércio (Gn 14.23-24) indica o quanto a sua fé em Deus exigia dele comprometimento. Comprometimento, antes de tudo, com pessoas que estavam à beira de uma catástrofe, pessoas que estavam prestes. Se por merecimento ou fatalidade não vem ao caso, Abraão nos mostrou que ter fé em Deus é se importar com o outro, por mais estranho e adverso que se nos apresente esse outro. 

Leitura: Gênesis 18.1-33

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates