Quem fala o que quer...

Davi e Natã, Robert Leinweber
Um dia Davi disse ao profeta Natã: — Veja só! Aqui estou eu, morando numa casa revestida de madeira de cedro, enquanto a arca da aliança está guardada numa barraca! Natã respondeu: — Faça tudo o que quiser porque o Senhor Deus está com você. II Samuel 7.2-3

Na minha modesta opinião, o profeta Natã é o correspondente exato de Pedro, discípulo e apóstolo de Jesus, no Primeiro Testamento. Um homem capaz de enxergar coisas óbvias onde ninguém jamais havia enxergado nada semelhante antes dele, ao mesmo tempo em que se atrapalha expressando a sua própria vontade como se esta fosse a vontade de Deus. É no nosso versículo base de hoje que eu fundamento aquilo que chamei de modesta opinião.

Eu não estaria trazendo novidade alguma se falasse dos grandes feitos de Davi, a quem considero, ao lado de Abraão e Moisés, as três maiores paixões de Deus. Curioso é que Davi tenha vivido tão pouco tempo, se formos comparar a outros heróis bíblicos a quem foram atribuídas contagens centenárias de anos de vida. Eu considero muito pouco tempo para um homem cuja vida foi marcada simultaneamente por iniquidade alarmantes e virtudes espantosas, quedas e ascensões, tenha executado tudo o que o livro de Samuel deixou transcrito. A realidade é que este escritor, ou estes escritores, gostavam realmente de Davi.

Contudo, ao que parece, Natã não jogava no mesmo time. Se Davi estivesse errado, Natã expunha seu erro sem hesitação ou meias medidas. Talvez fosse ele o único homem capaz de confrontar Davi face a face, condenar com veemência os seus delitos e sair ileso de tamanha ousadia. No episódio de II Samuel 12 Natã faz uso da parábola em que a maldade de um homem poderoso confisca os bens e assassina o pobre dono de uma pequena vinha, para flagrar Davi em adultério e assassinato eminentes é de uma inspiração tão profunda que faz com que muitos dos sermões que hoje achamos inspirados não passem de rápidas e felizes meditações.

Mas esse mesmo Natã, que assim como Pedro, era bem capaz de fazer as suas pataquadas. Não é que ele foi iludir o seu rei, dizendo que este poderia fazer o que quisesse, uma vez que Deus já havia se mostrado seu favor a Davi anteriormente e em várias situações. Como todos sabemos, não foi Davi quem construiu o templo e sim Salomão. Ou seja, o que Natã fez é exatamente o que muitos pregadores contemporâneos fazem do alto dos seus púlpitos: colocar na boca de Deus palavras que ele nunca disse e promessas que ele nunca fez.

Onde está a permissão para Natã proferir uma sentença tão abrangente quanto comprometedora? Agir por intuição é algo que o texto bíblico jamais permitiu sobre si mesmo. Essa história de dizer que assim como Deus fez no passado, no Egito, ele vai livrar Israel dos seus inimigos de hoje é um dos maiores absurdo que se pode inferir a partir da Bíblia. Os tempos são outros, o oprimido não é o povo de Israel, pelo contrário. Oprime sobremaneira o já sofrido povo palestino.

Avaliar circunstâncias também é uma das exigências que se faz ao pregador do evangelho. A graça de Deus é de graça, mas não é barata não. Deus não é um Papai Noel gigante que tira de um enorme saco perdão e consolo para todas as nossas idiotices.

Não há nada de errado em alguém expressar a Deus a sua vontade por meio da oração. Não é, contudo necessário, pois como diz o Salmo 139: Antes mesmo que eu fale, tu já sabes o que vou dizer. O erro está em pensar que Deus fará tudo o que queremos, no tempo e do modo que queremos. Mas esse ainda não é o maior delito. Tudo se agrava quando uma terceira pessoa usa o texto bíblico para nos iludir e tirar vantagens da ilusão que criou em nós.

Ainda que a nossa vontade venha a ser a manifestação perfeita de algo bom e grandioso, como era a de Davi em construir uma casa para Deus, ela não reproduz a vontade de Deus, sendo plausível ou não. Como dizia um velho pastor meu amigo: Meu filho, entre o fazer de Deus e o querer de Deus existe algo que transcende a nossa vontade e a nossa necessidade: o seu plano de salvação universal.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates