Nas mãos de Deus

Nas mãos de Deus, Angelisse
Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas o próximo? Tiago (Tiago 4.12)

Já vimos a posição de Jesus e do apóstolo Paulo a respeito do julgamento impiedoso. Quero hoje destacar Tiago, um homem prático na concepção da fé cristã. Aprendemos com ele que não devemos julgar, acima de tudo, porque somos incapazes de chegar, sem dúvidas, à verdade.

Eu pergunto: quem, realmente, é culpado? Até onde vai a latitude da liberdade que produz responsabilidade humana?

Os cientistas falam, em geral, das influências que a sociedade exerce sobre o homem, e das próprias limitações biológicas que herdamos de nossa família, através da hereditariedade. Leia o livro de Carolina Maria de Jesus — Quarto de Despejo — e pense se é justo julgar alguém que vive no despejo da vida, e em absoluta miséria, com os mesmos critérios que aplicamos às classes sociais privilegiadas.

Há dois vícios comuns no ato de julgar: impiedade com os que catalogamos e extrema tolerância para com os nossos próprios equívocos. Localizamos, no primeiro caso, a chamada Santa Inquisição. Quanto à autotolerância, deixe-me dar um exemplo. Foi encontrado antigo manuscrito, escrito, talvez, por algum fariseu, que trazia mais ou menos este relato: “Se Deus for salvar apenas dez pessoas em todo o mundo, entre as dez estaremos eu e o meu filho. Se for salvar oito, entre elas estaremos eu e o meu filho. Se for salvar duas pessoas, seremos eu e o meu filho. Mas se Deus for salvar somente uma pessoa em todo o mundo, serei eu.” Sem comentários.

Os juízes escrupulosos da antiga China purificavam-se com jejuns e outras práticas, antes de julgar alguém. Pediam, frequentemente, novos prazos, para melhor se aprofundarem na questão. E, não raro, absolviam o réu quando havia dúvida quanto à sua culpa.

E nós? Cultivamos o mesmo escrúpulo? Se você aceita minha opinião, ouça a recomendação de Tiago. Deixe o julgamento do outro nas Mãos de Deus. São boas Mãos.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates