Quem foi JUDAS? I

A revolta dos Macabeus, Stattler
Judas, o Macabeu
A denominação Macabeus não se encontra na literatura rabínica, ela os chama de Matatias e os seus descendentes sempre de Hasmoneus. Foram portanto provavelmente os autores eclesiásticos que estenderam o apelido de Judas não apenas a seus irmãos, como também aos sete irmãos anônimos cujo martírio é narrado em II Mc 7, e até a toda a época dominada pelos descendentes de Matatias.

Dos 5 filhos de Matatias enumerados em I Mc 2.2, João e Eleazar desempenharam apenas um papel secundário; João foi assaltado e morto por nômades, pouco depois da morte de Judas (9.35. Eleazar morreu na batalha de Bet-Zacarias (6.43-46). Os outros três irmãos sucederam-se como chefes da. Revolta contra os sírios.

Depois da morte de Matatias, Judas organizou em Masfa uma revolta judaica, podendo em seguida enfrentar os sírios com um exército regular. Em 166 a. C. ele conseguiu perto de Emaús uma grande vitória sobre os generais de Lísias, em 165 perto de Bet-Sur sobre o próprio Lísias. Em consequência disso Judas pôde ocupar Jerusalém, com exceção da acrópole, e restaurar o culto judaico. Uma nova expedição de Lísias não conseguiu mudar em nada na situação, apesar da sua vitória perto de Bet-Zacarias (163/62). Por causa de dificuldades na própria Síria, Lísias teve de interromper a luta, concedendo aos judeus o direito de praticar livremente a sua religião.

A primeira finalidade da revolta dos Macabeus estava realizada. Se Judas, porém, até então havia lutado pela liberdade da religião, a partir de 164 ele começou a luta pela consolidação do poder judaico na Palestina e pelo aumento do território judaico à custa dos estados vizinhos, visando também a fortalecer a sua própria posição entre os judeus como chefe do partido nacionalista, à custa dos helenistas que queriam colaborar com os sírios, como o sumo sacerdote Alquimo. Uma expedição síria que devia apoiar o partido helenista, foi derrotada (batalha de Adasa, contra Nicanor; 160), depois do que Judas se aliou diplomaticamente com os romanos (pacto de amizade). A ajuda romana chegou tarde, pois Judas foi morto na batalha de Elasa (primavera de 160). Seu irmão Jônatas agiu logo como chefe do partido (I Mc 5.1-9; II Mc 12-15).

Judas Tadeu, apóstolo
Tinha nome duplo: Judas irmão de Tiago (Lc 6.16; At 1.13) e Tadeu (Mt 10.3; Mc 3.18). O segundo nome é derivado do aramaico taddai (o corajoso) ou vem, conforme outros, de Teódoto ou Toda/Teudas. Na antiga tradução latina e no códice “D” ele é chamado Lebeu (AsGôaloç). Jo 14.22 distingue-o expressamente de Judas Iscariotes. Conforme uma tradição antiga é idêntico com Judas, o "irmão do Senhor”, autor da carta de Judas.

Eusébio, citando Hegesipo, comunica que dois netos de Judas foram levados a Roma, sob ordens Domiciano, sendo acusados de crime político, mas em breve foram soltos. Naquela
época (96 dC) Judas certamente não vivia mais. Os demais dados da tradição não são
fidedignos.

Judas de Damasco
Habitante da "Rua Direita” em Damasco, com o qual S. Paulo ficou hospedado depois da aparição de Jesus diante da porta da cidade (At 9.11); provavelmente um judeu-cristão.

Judas o galileu
Conhecido por vários textos de Josefus e por At 5.37; proveniente de Gâmala na Gaulanítide. Aproveitou-se do descontentamento provocado pelo recenseamento de Quirínio, para instigar os judeus contra a autoridade de Roma. Depois da morte de Herodes Magno, conquistou a fortaleza estratégica de Séforis. Segundo At 5,37 foi morto e os seus sequazes espalhados, mas o movimento fanático-religioso criado por ele, que só reconhecia uma teocracia absoluta, e nenhuma autoridade humana, sobreviveu, tomando depois outra forma, no partido dos Zelotes. Sobre o problema cronológico acerca de At 5.37. o Recenseamento.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates