O que é HORA?

Céu e inferno, galleryhip.com
Na Bíblia, a História por certo se divide em épocas, meses, dias e horas; mas esse tempo bíblico, dia e hora transcendem muitas vezes tal concepção cronológica para priorizar um significado religioso. Assim como o tempo da visita de Iahweh ou o Dia da salvação, também a hora assinala as etapas decisivas do plano de Deus.


A hora escatológica.
A apocalíptica judaica, convencida da proximidade dos últimos tempos, os da plenitude dos tempos, divide o tempo previsto para a intervenção divina em dias e em horas; todos os instantes contam quando chega o fim. Daniel informa que sua visão diz respeito à hora do tempo e que a ira há de agir com relação às horas do tempo do fim: Dn 8.17 - Eis que te farei saber o que há de acontecer no último tempo da ira, porque esta visão se refere ao tempo determinado do fim, pois o tempo corre para o fim: 11.35 - Alguns dos sábios cairão para serem provados, purificados e embranquecidos, até ao tempo do fim, porque se dará ainda no tempo determinado. De fato, haverá uma hora definitiva, a da consumação que verá a ruína do Inimigo. Do mesmo modo, o livro apócrifo de Henoc conta as horas em que se sucedem os pastores de Judá.

É nesse clima que Jesus anuncia a hora do triunfo final do Filho do Homem. Hora plenamente desconhecida pelos humanos, é a hora do Juízo, a da colheita. Igualmente imprevista será a hora das diversas visitas que anunciarão a hora derradeira: provações gerais ou particulares. O cristão deverá estar preparado para esta hora precisa, apesar de indeterminada. Ele sabe que a hora está próxima, ela está a caminho e, em certo sentido, já chegou: Jo 4.23 - Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. É a hora extrema da vigilância, mas também do culto perfeito, na intimidade do Pai através do Espírito Santo.

A hora messiânica.
De maneira menos espetacular, a hora vem com Jesus: a hora do anúncio do Reino, sobretudo a de sua paixão e de sua glória que leva a termo o desdobramento do plano salvador de Deus. Os Sinóticos a assinalam com uma fórmula simples e solene: Eis que chegou a hora etc... Não é tanto um momento preciso no tempo quanto o conjunto da fase suprema de sua atividade que ela coroa, como sucede com a hora da mulher, cujas dores marcam o surgimento duma nova vida. É uma hora de sofrimento, e sua aproximação desencadeia um duro combate interior. Pois é também a hora do inimigo e do triunfo aparente das trevas. Mas é mais ainda a hora de Deus fixada por ele apenas, e vivida por Jesus segundo a vontade do Pai. Tendo vindo para fazer essa vontade, ele aceita esta hora, apesar da angústia que ela lhe causa, pois é ela também a hora da sua glória e da sua plena atividade salvífica.

Segundo João, o próprio Jesus a chama de “a minha hora”, desejoso que está de realizar a vontade de Deus. Ninguém, nem mesmo a mãe de Jesus, pode alterar o plano divino e pedir um milagre. Jesus precisa dessa hora, para afirmá-la ou negá-la, segundo as divergentes opiniões dos críticos. É em função dela que ele ordena toda a sua atividade de servo e de profeta. Ao falar da “sua hora”, o evangelista generaliza. Qualquer tentativa de prisão ou de apedrejamento é inútil enquanto a sua hora não tiver chegado. As intenções humanas fracassam contra esta determinação divina. Mas, assim que chega a hora de passar deste mundo ao Pai, a hora do amor levado ao extremo, o Senhor vai à morte livremente, senhor dos acontecimentos, como um pontífice a realizar os ritos de sua liturgia.

Assim, por trás das aparências de que os acontecimentos se sucedem sem coordenação, tudo está dirigido para um fim que será alcançado há seu tempo, no seu dia, na sua hora. As horas dessa caminhada estão detalhadas, como o seriam hoje as de um plano econômico ou político. Há horas dolorosas, como aquela em que Jesus é abandonado por seus discípulos, mas todas tendem para a glória, a glória da volta do Senhor glorificado; todas elas rendem, na sua própria precisão, testemunho do plano de Deus que dirige a História.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates