O que é SERVIR?

Dream, Timothy Teruo, (1981-)
A palavra serviço na Bíblia se propõe a definir duas situações opostas: a submissão aos homens, que é a escravidão, e a submissão a Deus. A história da salvação nos ensina que a liberdade do homem depende da sua submissão a Deus, pois servir a Deus é reinar com ele: Fiel é esta palavra: Se já morremos com ele, também viveremos com ele; se perseveramos, também com ele reinaremos (IITm 2,11s). Já no relacionamento humano a mesma palavra tinha também dois significados para os antigos. No mundo pagão onde o servo é relegado ao nível dos animais e das coisas, e na Bíblia onde o escravo continua a ser considerado um ser humano e tem seu lugar na família, de modo a vir a tornar-se também um herdeiro.

O serviço a Deus no Primeiro Testamento sempre foi um trabalho complexo, pois Deus não aceitava partilha e exigia total fidelidade: Adorarás o Senhor teu Deus e somente a ele servirás (Dt 6,13 e Mt 4.10). Esta fidelidade não era para ser praticada apenas no culto, mas principalmente no cotidiano.  Josué disse ao povo: Sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes o Senhor para o servir. E disseram: Nós o somos (Js 24.22). Servir a Deus era antes de tudo oferecer-lhe dons e sacrifícios, e, no Judaísmo tardio, garantir a manutenção do seu templo. Era também a observação e obediência dos seus mandamentos, o que, segundo os profetas, era mais relevante que os sacrifícios: Pois misericórdia quero, e não sacrifício, e o conhecimento de Deus, mais do que holocaustos (Os 6.6).

Jesus veio para propor uma nova e revolucionária forma de serviço. Primeiramente ele emprega a palavra profética para lembrar que o serviço a Deus exclui qualquer outro, em razão de que qualquer rival obstaculiza este serviço: Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom (Mt 6.24). Para tornar clara e inequívoca a sua proposta, Jesus realiza um ministério de serviço que se situa no exato ponto de equilíbrio entre a vontade de Deus e a necessidade dos homens. Na sua ânsia se serviço pela humanidade ele apresenta um Deus totalmente diverso do que se pensava até então. Jesus desfaz a imagem do tirano distante, que está sempre a espreita para impor castigo à menor falha, para montar a imagem do Deus que sofre junto, que se alegra junto, que trabalha incansavelmente até agora.

Servindo a Deus Jesus salva os homens, os quais se recusam a servir a Deus à maneira antiga, e revela como Deus realmente deseja ser servido. Mais do que servir a ele, Jesus, ele quer nos ensinar a servir como ele serviu. O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em favor de muitos (Mc 10.45); Eu vos dei o exemplo... O servo não é maior do que o seu mestre (Jo 13.15).

Os servos de Deus são antes de mais nada servos da sua Palavra e anunciam o evangelho como um serviço sagrado. Nenhuma vantagem ou qualquer privilégio está garantido, pois é em meio a lágrimas, sob provação e em profunda humildade que este serviço é executado. Mas os que servem a Deus já não o fazem mais como escravos e sim como filhos de Deus e amigos de Cristo: Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer (Jo 15.15). A satisfação do servo fiel ao serviço a Deus é a comunhão em alegria: Tenho-vos dito estas coisas para que o meu gozo esteja em vós, e o vosso gozo seja completo (Jo 15.11), e a certeza de viver a plenitude que jamais fora experimentada: Mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam (II Co 2.9).

Contudo, invertendo o sentido das palavras de Paulo, se a nossa esperança em Cristo se fundamentasse apenas no mundo por vir, nós também seríamos infelizes até lá. O rev. Martin Luther King expressa esta verdade de forma poética e contundente, quando diz: Tudo o que coloquei a serviço de Deus eu ainda possuo. Eu segurei muitas coisas em minhas mãos, e eu perdi tudo; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates