Pedra em vez de pão, ou será o contrário?

O chamado de Mateus por Hendrick ter Brugghen
Pra início de conversa, a não ser o amor de Deus, nada mais era definitivo na consciência de Jesus. Até mesmo as Sagradas Escrituras teriam que estar condicionadas a esse amor. Não foi sem motivo que por várias vezes ele a reinterpretou dizendo: visto o que está escrito? Eu, porém vos digo.  Ele disse que não veio revogar a lei, mas revogou muita coisa que, principalmente para aqueles que não queriam que o Reino de Deus fosse implantado. Fatalmente haverá uma hora em que ele colocará pedra no lugar de pão e pão no lugar de pedra. Quando Jesus foi levado ao deserto para definir as prioridades da sua missão, o tentador se apresenta com propostas excepcionalmente válidas. Numa delas ele desafia Jesus com numa das suas principais necessidades básicas: Está com fome? Mande que estas pedras se transformem em pães. E Jesus responde: nem só de pão o homem viverá. Sabem por que ele disse isso? Porque o tentador ousou sugerir que ele transformasse pedras em pães. Que transformasse uma coisa ruim em uma coisa boa: maldição em bênção. Mas Jesus lhe disse: deixe a pedra quieta aí. Ela foi criada para ser pedra e não pão. Mais tarde ele vai dizer que uma simples pedra é tão importante quanto a tradição religiosa. Vocês ficam aí se vangloriando por serem filhos de Abraão? Fiquem sabendo que dessas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão. Um pouco mais tarde disse que a pedra seria o alicerce da sua igreja, e aí misturou tudo: Eu sou o Pão vivo que desceu dos céus, mas eu sou também a pedra angular, aquela que no começo deste sermão vocês rejeitaram. Muitas são as pregações que podem nos fazer pender para um lado em detrimento do outro. Será preciso muita sensibilidade e um relacionamento muito estreito com Deus para detectar estas sutilezas.


Leitura: Mateus 7.7-11.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates