O vento do Pentecostes

Pentecostes por www.daum.net
A igreja está celebrando o Dia de Pentecostes, o dia em que o vento de Deus irrompeu a casa onde uns poucos medrosos estavam escondidos. E é importante que se ressalte esta ação avassaladora que não se limitou apenas a ser um sinal, mas que despedaçou barreiras até então intransponíveis, sendo a primeira delas foi a barreira do medo. Transformou pessoas temerosas e covardes em intrépidos pregadores. As narrativas nos contam que não havia mais necessitados entre eles. Por onde passa o vento de Deus não subsistem barreias sociais. As diferenças individuais também desapareceram: velhos, crianças, servos, livres, homens, mulheres, ou seja, a pluralidade na sua mais expressiva forma. O vento investiu contra a rigidez da doutrina, dos costumes, e eu diria até contra certos tipos de moral, que mais revelam a nossa intolerância do que o propósito de sermos fiéis a Deus. Deus gosta da pluralidade das formas, das cores e das experiências. Nessa diversidade ele sopra onde quer e sobre quem quiser. Ele vem de onde não esperamos e vai para onde jamais saberemos.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates