Que é o homem?

Salmo 8, Valerie Sjodin
Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos,
e a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem que dele te lembres... ?
(Salmo 8.3-4)

Texto do rev. Paulo Schütz.

A bíblia diz que Deus criou o homem, homem e mulher, e lhes disse: sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra. Disse também que todas as ervas e todas as árvores que se acham na superfície da terra lhe seriam por mantimento. Mas ela provê a ele muito mais do que isso; ela dispõe também, por exemplo, do oxigênio e da água, indispensáveis para a subsistência da vida.  Sua pressão atmosférica e temperatura se mantêm ainda rigorosamente dentro dos limites apropriados: pressão um pouco mais alta, em relação às escalas cósmicas, e seríamos esmagados como massa de pastel; um pouco mais baixa, e explodiríamos como bombas; um pouco mais quente, viraríamos fumaça; mais frio, ficaríamos duros como pedras de gelo. Do solo brota literalmente tudo que precisamos para viver, e viver bem.

O oxigênio está de tal maneira disperso na atmosfera que basta inspirar para usufruir de seus benefícios. Para obter a água, precisamos nos movimentar um pouco mais, porém, já encontramos no estado mais apropriado para ser consumida. Obter o alimento já dá um pouco mais de trabalho. Dá trabalho inclusive para a natureza: para que ele seja encontrado em grandes extensões do planeta, é necessário que os elementos sejam transportado de um lado para outro, o que acontece pela movimentação do ar e da água em todas as direções, acionados pela alternância entre frio e calor. Quando essas diferenças de temperatura ou a velocidade com que se deslocam o ar e as águas ultrapassam os limites suportáveis pelos seres vivos, é preciso que eles se protejam, mas a própria natureza lhes fornece os recursos para confeccionar seus agasalhos e construir seus abrigos.

 Recentemente,  descobriu-se que essa terra é apenas um planeta do sistema solar localizado num cantinho do universo que foi denominado Laniakea, sendo seu sol apenas uma das 100.000.000.000.000.000 (Cem mil bilhões) de estrelas que nela existem, e cuja extensão levaria 500 milhões de anos para percorrer na velocidade da luz. Essa descoberta revelou um mundo certamente infinitamente maior do que o salmista pudesse imaginar. Nem nós mesmos somos capazes de conceber o que isso de fato significa; o certo é que, aos nossos olhos, o homem se tornou muitíssimo menor.

Por outro lado, é igualmente impressionante, e isso o salmista não sabia, que um ser tão minúsculo consiga perscrutar essa imensidão toda. E mais, que não tenha encontrado nela até hoje nenhum outro minicantinho que reúna condições minimamente semelhantes às da superfície terrestre, que pudesse hospedar seres como nós. Esses fatos talvez justifiquem por si só que não passemos despercebidos aos olhos de Deus. E certamente que também ele não passe despercebido aos nossos.

Continua na próxima postagem: Que lugar é esse...?

Referências bíblicas:
Gênesis 1.
_________________________________________

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates