O que é ANIVERSÁRIO?

A festa de Herodes, Peter Paul Rubens
Em Gênesis 40.20 fala-se no aniversário do faraó, o yõm hulledet, como dia do seu nascimento: No terceiro dia, que era aniversário de nascimento de Faraó, deu este um banquete a todos os seus servos; e, no meio destes, reabilitou o copeiro-chefe e condenou o padeiro-chefe. Os textos egípcios não têm por regra mencionar a celebração anual do dia natalício, mas sim da coroação, bem como o jubileu ou festa Sed, no 30° ano do governo, repetida depois de três em três, ou de quatro em quatro anos.

Entre os israelitas a coroação de um rei era de suma importância e passava a ser considerada como o dia do seu nascimento, pelo qual o príncipe se tornava filho de Deus: 2Sm 7.14 - Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho; se vier a transgredir, castigá-lo-ei com varas de homens e com açoites de filhos de homens.

Alguns relevos de Amenófis III, Hatsepsut e Ramsés II, bem como os mammisi, capelas natalícias do tempo dos Ptolomeus ilustram o fato de que os faraós relacionavam a origem da sua filiação divina como reis com a sua descendência corporal.

Algumas inscrições gregas provam que desde o século III a.C. a dinastia dos Ptolomeus do Egito, os reis de Comagene e de Pérgamo na Ásia Menor celebravam tanto o aniversário do seu nascimento como o dia da sua subida ao trono, porém em festas bem distintas. Ambos os acontecimentos eram comemorados não apenas todo ano, mas em algumas ocasiões especiais até todo mês, conforme o texto de II Mc 6.7 comunica a respeito do aniversário do nascimento, yeyéOXm, de Antíoco IV - Em cada mês, no dia natalício do rei, realizava-se um sacrifício; os judeus eram odiosamente forçados a tomar parte no banquete ritual e, por ocasião das festas em honra de Dionísio, deviam forçosamente acompanhar o cortejo de Baco, coroados com hera.

Também os príncipes herodianos celebravam tanto o aniversario da sua entronização, como o de seu nascimento. A esse último aniversário o Segundo Testamento faz referência, pois havia diferenças distintas: vevÉma era mais propriamente o dia comemorativo do dia natalício de um falecido, em contrapartida ao termo grego yevéQXia, que era o aniversário de um vivo, e que era usado apenas para a comemoração do nascimento: Mt 14.6 - Ora, tendo chegado o dia natalício de Herodes, dançou a filha de Herodias diante de todos e agradou a Herodes.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates