Fé no Antigo Testamento

Criação de Adão, Paolo Uccello
A Bíblia no hebraico possui para designar algo parecido com o que chamamos de fé duas palavras que são de difícil tradução literal. Segurança e solidez seriam os termos que mais se aproximam. Interessante que o mesmo acontece com as suas versões para o grego como para o latim, mesmo que tendo por certo que as religiões dos povos que cultivavam estas línguas não nutriam este sentimento para com os seus deuses, e muito menos se pautavam pelo mesmo tipo de fé que era professado pelo povo de Deus em Israel. Não era prática religiosa comum dos assírios, babilônicos, sírios, gregos e romanos terem fé em seus deuses. Eram dados a orações votos de fidelidade, para assim conquistar seus favores, e fazendo oferendas e sacrifícios ou erigindo monumentos e templos em seu louvor. Nestes tipos religião não cabia momentos de confissão de exclusividade de culto ou mesmo de afirmação de confiança na divindade cultuada. Daí a dificuldade de se traduzir para outra língua e para outra cultura, algo que era tão próprio do judaísmo. Ou seja, desde de muito tempo a fé é algo difícil de se explicar. Dizia um velho bispo metodista: fé, você é possuído por ela, ou não faz a menor ideia do que ela seja ou do que ela é capaz.

0 comentários. Faça o seu:

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates